AVALIAÇÃO DA VULNERABILIDADE SOCIOAMBIENTAL À DESERTIFICAÇÃO NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, BRASIL

Main Article Content

Aurélio Azevedo Barreto-Neto

Resumo

O processo de desertificação é caracterizado pela influência do clima, que em
regiões secas (áridas e semiáridas) é o fator preponderante de fragilidade
do ambiente, que provoca déficits sociais e econômicos, que por sua vez
retroalimentam o processo por meio da pressão da população sobre o meio
ambiente. O índice de vulnerabilidade socioambiental à desertificação (IVSD)
foi desenvolvido em um sistema de informações geográficas utilizando dados
ambientais e socioeconômicos, tais como taxa de analfabetismo, crescimento
populacional, produto interno bruto, rendimento médio da população,
precipitação, evapotranspiração, temperatura da superfície, índice de aridez
e monitoramento da qualidade da água. No desenvolvimento do IVSD
foi realizada uma análise estatística dos dados preparados e calculados.
Essa análise consistiu na eliminação dos valores de pico e na divisão de três
classes por percentis (classes de vulnerabilidade alta, média e baixa), com
percentis de 0 a 33,33%; 33,33 a 66,66%; e 66,66 a 100%, respectivamente.  O objetivo desta pesquisa foi desenvolver e avaliar um índice para
determinação da vulnerabilidade socioambiental à desertificação no estado
do Espírito Santo, visando identificar as regiões mais vulneráveis a esse
processo. O IVSD evidenciou uma área localizada no norte-noroeste, que já é
considerada oficialmente como uma área susceptível à desertificação, e uma
área localizada no extremo sul, que embora possua as mesmas características,
não é considerada oficialmente uma área susceptível à desertificação.
O IVSD permitiu evidenciar a necessidade de implantação e de melhorias das
políticas públicas para promover o avanço no desenvolvimento das regiões
mais fragilizadas do Espírito Santo, visando torná-las menos vulneráveis aos
processos de desertificação.

Article Details

Como Citar
Barreto-Neto, A., & Marchesi, A. (2019). AVALIAÇÃO DA VULNERABILIDADE SOCIOAMBIENTAL À DESERTIFICAÇÃO NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, BRASIL. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (51), 28-40. https://doi.org/10.5327/Z2176-947820190413
Seção
Artigos