CARACTERIZAÇÃO TECNOLÓGICA E REAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS DE MAGNETITA EM MISTURAS ASFÁLTICAS E EM CONCRETO: UMA REVISÃO

Main Article Content

Suéllen Tonatto Ferrazzo
Lucimara Bragagnolo
Eduardo Pavan Korf

Resumo

A magnetita consiste em um mineral com excelentes propriedades magnéticas e mecânicas, estando presente em rejeitos da extração de ferro, estes, disponíveis mundialmente em milhões de toneladas depositadas em aterros. Ao considerar a variabilidade das características deste material, conforme especificidades da jazida de extração e das operações de processamento e reprocessamento, para a sua aplicação tecnológica é fundamental realizar a caracterização do resíduo. As mais promissoras formas de reaproveitamento do rejeito de magnetita referem-se a sua aplicação em asfalto e em concreto. Neste contexto, este trabalho aborda as principais técnicas de caracterização tecnológica de rejeitos de magnetita e suas contribuições, bem como resultados de estudos da incorporação do subproduto mineral em misturas betuminosas e concreto. Identificou-se que as técnicas utilizadas analisam os rejeitos e/ou material asfáltico compósito e betão considerando as propriedades físicas, químicas, mineralógicas e termodinâmicas. Verificou-se que o rejeito de magnetita, como substituinte parcial e integral do material de enchimento, melhorou a resistência à corrosão e às rachaduras das misturas asfálticas. Além disso, o uso de pó de magnetita, extraído do resíduo, melhorou a rigidez e a resposta elástica, bem como promoveu a cura de microfissuras da mistura betuminosa. A incorporação de resíduos do mineral em pó no concreto resultou em melhorias na trabalhabilidade e resistência do material. As informações desta revisão oferecem um panorama das técnicas de caracterização e das perspectivas de reciclagem dos rejeitos de magnetita no setor da construção civil.

Article Details

Como Citar
Ferrazzo, S., Bragagnolo, L., & Korf, E. (2019). CARACTERIZAÇÃO TECNOLÓGICA E REAPROVEITAMENTO DE RESÍDUOS DE MAGNETITA EM MISTURAS ASFÁLTICAS E EM CONCRETO: UMA REVISÃO. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (54), 69-89. https://doi.org/10.5327/Z2176-947820190512
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Suéllen Tonatto Ferrazzo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (ênfase em Geotecnia) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Mestre em Ciência e Tecnologia Ambiental (2018) e graduada em Engenharia Ambiental e Sanitária (2016) pela Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS.

Lucimara Bragagnolo, Universidade Federal da Fronteira Sul

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental, na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), campus Erechim. Graduada em Engenharia Ambiental e Sanitária (UFFS).

Eduardo Pavan Korf, Universidade Federal da Fronteira Sul

Doutor em Engenharia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor pesquisador no Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental da UFFS, Campus Erechim.