CARACTERIZAÇÃO DE CHAPAS DE PARTÍCULAS COMPOSTAS DE RESÍDUOS CARTONADOS E DE CELULOSE E PAPEL

Main Article Content

Tarsila Miyazato
Rosane Aparecida G. Battistelle
Ivaldo de Domenico Valarelli

Resumo

A minimização dos impactos ambientais causados pelos resíduos sólidos gera uma preocupação
mundial, levando os pesquisadores a criar linhas de gerenciamento e aproveitamento desses
resíduos. A embalagem cartonada longa vida, por exemplo, é alvo de críticas de ambientalistas, pois
é tida como um resíduo agressor ao meio ambiente devido a sua difícil degradação nos aterros, cuja
composição inclui 75% de papel, 20% de polietileno e 5% de alumínio. O objetivo desse trabalho
foi produzir chapas de partículas compostas por resíduos industriais descartados, tais como o
resíduo oriundo da fabricação de celulose e papel e os rejeitos das embalagens cartonadas (o
alumínio e o polietileno), a serem aplicados futuramente em painéis de vedação (forros e paredes)
para edificações de interesse social. Foram produzidas chapas de partículas em diferentes traços:
30%, 40%, 50% e 60% de resíduo de celulose em relação à massa total dos compósitos, completadas
com o material Tetra Pak triturado, e também os traços testemunhas, com 100% de resíduo de
celulose e 100% de rejeitos das embalagens cartonadas. Pretende-se apresentar os resultados dos
ensaios de inchamento, tração paralela às faces e flexão estática.

Article Details

Como Citar
Miyazato, T., Battistelle, R., & Valarelli, I. (2007). CARACTERIZAÇÃO DE CHAPAS DE PARTÍCULAS COMPOSTAS DE RESÍDUOS CARTONADOS E DE CELULOSE E PAPEL. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (07), 21-26. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/448
Seção
Artigos