COMPOSTAGEM ACELERADA: ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DO COMPOSTO

Main Article Content

Barbara Heidemann
Esilsa R. Silva
Marlene Soares
Valma Martins Barbosa

Abstract

A compostagem é um processo controlado de degradação microbiológica da matéria orgânica,
presente nos resíduos sólidos dispostos por um município. É dividida em duas fases, nas quais
ocorrem a degradação e a estabilização do composto, durando, aproximadamente 120 dias. Para que
a transformação da matéria orgânica em composto não consuma tanto tempo, já existem processos
de compostagem acelerada. Este trabalho analisa os microrganismos, patogênicos ou não, presentes
no material (lodo de esgoto da Estação de Tratamento de Esgoto Belém – ETE Belém e poda vegetal
triturada) a ser compostado e no já maturado, da empresa Tibagi – Sistemas Ambientais, que utiliza
como método acelerado, o processo Kneer®. O método utilizado para indicar ausência e presença
de patógenos foi o Colorimétrico/Enzimático, com o reagente Fluorocult LMX, para coliformes totais
e termotolerantes, e a contagem em placa, com o meio Ágar Enterococos, para enterococos fecais.
Para analisar a biota presente, utilizou-se contagem em placa, com o meio PCA, para bactérias, e o
meio PDA, para fungos.

Article Details

How to Cite
Heidemann, B., Silva, E., Soares, M., & Barbosa, V. (2007). COMPOSTAGEM ACELERADA: ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DO COMPOSTO. Brazilian Journal of Environmental Sciences (Online), (08), 42-46. Retrieved from http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/444
Section
Articles