AVALIAÇÃO DAS TÉCNICAS DE PRECIPITAÇÃO QUÍMICA E ENCAPSULAMENTO NO TRATAMENTO E DESTINAÇÃO CONJUNTA DE RESÍDUOS LÍQUIDOS CONTENDO CROMO E VIDRARIAS DE LABORATÓRIO

Main Article Content

Juliana Graciela Giovannini
Glauco Arnold Tavares
José Albertino Bendassolli
Valter Secco

Resumo

Os resíduos e/ou efluentes líquidos contendo cromo podem ser tratados através de reações
químicas de oxi-redução e técnicas simples, como, por exemplo, a precipitação química. Ainda que a
fiscalização do descarte de efluentes por parte dos órgãos ambientais seja mais freqüente junto às
indústrias, nas universidades também vêm sendo realizadas ações no sentido de estabelecer o
tratamento e a correta gestão de resíduos. No presente trabalho, são discriminados os procedimentos
para tratamento e destinação de solução residual contendo cromo, gerada nos laboratórios de
ensino e pesquisa do CENA/USP. Neste, foram avaliadas as condições da precipitação química do
metal e potencialidade do uso da técnica de encapsulamento em vidro, destinando conjuntamente
resíduos sólidos contendo cromo e vidrarias quebradas de laboratório. Os resultados evidenciaram
que o melhor intervalo de pH para precipitação química situa-se entre 10 e 11. Com relação ao
encapsulamento do Cr(OH)3, os testes de lixiviação e solubilização realizados no material encapsulado
permitiram classificá-lo como resíduo não perigoso e não inerte (Classe II-B). Reforça-se, por fim, que
a adoção de práticas de gerenciamento de resíduos em universidades deve ser estimulada, uma vez
que contribui para a formação de recursos humanos aptos às boas práticas ambientais.

Article Details

Como Citar
Giovannini, J., Tavares, G., Bendassolli, J., & Secco, V. (2007). AVALIAÇÃO DAS TÉCNICAS DE PRECIPITAÇÃO QUÍMICA E ENCAPSULAMENTO NO TRATAMENTO E DESTINAÇÃO CONJUNTA DE RESÍDUOS LÍQUIDOS CONTENDO CROMO E VIDRARIAS DE LABORATÓRIO. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (08), 10-15. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/441
Seção
Artigos