COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS: IMPACTE DO CONTEXTO SOCIAL E MATERIAL NO AUMENTO DE PESO E OBESIDADE

Main Article Content

Paula Santana
Helena Nogueira
Rita Santos

Resumo

Este artigo insere-se na temática das comunidades sustentáveis, procurando atribuir às características
(físicas e imateriais) do ambiente local um papel explicativo na génese e manutenção das
variações geográficas em saúde pública. Considerando um dos maiores problemas de saúde pública
dos países desenvolvidos – obesidade e excesso de peso – e utilizando um modelo de regressão
logística binomial, procura-se avaliar o impacte dos atributos ambientais, para além do impacte dos
atributos individuais, no índice de massa corporal (IMC) de uma população urbana. Conclui-se que
na Área Metropolitana de Lisboa, o risco de possuir excesso de peso/obesidade depende tanto de
características individuais – por exemplo, género e idade – como de características ambientais,
nomeadamente das oportunidades dos lugares e do seu nível de privação social e material.

Article Details

Como Citar
Santana, P., Nogueira, H., & Santos, R. (2008). COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS: IMPACTE DO CONTEXTO SOCIAL E MATERIAL NO AUMENTO DE PESO E OBESIDADE. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (11), 23-29. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/415
Seção
Artigos