Avaliação da eficiência de um reator de carvão ativado impregnado com prata no tratamento de águas residuárias geradas em laboratórios de análises clínicas

Main Article Content

Rodrigo Navarro Xavier
Dinis Gomes Traghetta
Cintia Mara Ribas de Oliveira

Resumo

A área de saúde aliada às engenharias vem ampliando constantemente seu campo de atuação,
incluindo o desenvolvimento de materiais bactericidas para utilização no tratamento de águas
residuárias. O presente trabalho investiga a eficiência de um de reator utilizando carvão ativado
impregnado com prata no tratamento de águas residuárias provenientes de laboratórios de análise
clínicas visando a remoção da população microbiana. O carvão ativado utilizado foi impregnado
com prata para atuar como agente bactericida. O reator foi submetido a testes de tratamento de
águas residuárias oriundas de laboratórios de análises clínicas para avaliar a sua eficiência na
diminuição da densidade de microrganismos, cujas análises foram realizadas em fluxo de bateladas.
O reator apresentou considerável atividade bactericida, mostrando-se adequado para ser usado como
alternativa de tratamento para águas residuárias de laboratórios de análises clínicas, pois a redução
da densidade das bactérias atingiu um nível próximo à 95%. Foram observados significantes halos de
inibição de bactéria, nos testes de difusão em Ágar, comprovando sua ação bactericida. Os testes de
difusão em Ágar realizados com fragmentos da coluna do reator comprovaram a eficiência da prata
como agente bactericida. A significativa redução da população bacteriana nas águas residuárias em
comparação às águas não tratadas comprova a eficiência da coluna de carvão ativado impregnado
com prata.

Article Details

Como Citar
Xavier, R., Traghetta, D., & Oliveira, C. (2010). Avaliação da eficiência de um reator de carvão ativado impregnado com prata no tratamento de águas residuárias geradas em laboratórios de análises clínicas. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (15), 29-38. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/393
Seção
Artigos