Avaliação da qualidade ambiental do aterro sanitário de Caldas Novas (GO)

Main Article Content

Rildo Aparecido Costa
Giliander Allan da Silva

Resumo

A presente pesquisa teve como objetivo principal avaliar a qualidade ambiental do aterro sanitário de Caldas Novas – GO, cidade localizada no sul goiano, considerada a maior estância hidrotermal do mundo (utilizada para o turismo), detentora de uma população de 70.463 habitantes. No período de alta temporada turística essa população pode chegar a aproximadamente 200 mil habitantes, produzindo o equivalente a 200 t/dia de lixo. No intuito de avaliar a qualidade ambiental do aterro sanitário optou-se por utilizar geoindicadores, principalmente em relação às características do seu meio físico onde está instalado o referido aterro. No intuito de se ter um estudo mais adequado, optou-se por mapear a profundidade do nível da água freática, espessura dos materiais inconsolidados e substrato rochoso, além de estudos sobre a permeabilidade da área. Observou-se que o aterro sanitário de Caldas Novas está instalado em um local inadequado, com um meio físico muito vulnerável, lençol freático pouco profundo, materiais inconsolidados pouco espesso e um substrato rochoso com falhas estruturais. Constatou-se, através da pesquisa que o referido aterro é, na realidade um lixão a céu aberto.

Article Details

Como Citar
Costa, R., & Silva, G. (2011). Avaliação da qualidade ambiental do aterro sanitário de Caldas Novas (GO). Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (22), 1-10. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/334
Seção
Artigos