Potencial de uso de lodo de esgoto na cultura do milho em latossolo argiloso no oeste do Paraná

Main Article Content

Roseli Regina Rambo Bremm
Simone Gomes Damasceno
Deonir Secco
Márcio Antonio Vilas Boas
Douglas Guedes Torres
Juliana Bortoli Rodrigues Mess
Larissa Kummer

Resumo

O lodo de esgoto é um subproduto resultante do tratamento de esgotos que
contém elevado teor de matéria orgânica e se, devidamente aplicado, pode
conferir ao solo melhorias em relação a sua fertilidade. Este trabalho teve
por objetivo avaliar o uso do lodo de esgoto como fertilizante na cultura do
milho, em Latossolo Vermelho Distroférrico. O experimento foi realizado em
campo, em delineamento em blocos ao acaso, com 6 tratamentos e 4
repetições: a) Adubação convencional; b) Testemunha; c) 2,5; d) 5; e) 10 e f)
15 t.ha-1 do lodo em base seca. Observou-se que a adição de Cu e Zn via
lodo contribuiu com pequeno incremento nos teores destes metais no solo,
em função da baixa concentração destes metais no resíduo, bem como das
baixas dosagens aplicadas. Quanto aos parâmetros de desenvolvimento do
milho, os melhores resultados foram obtidos nos tratamentos com aplicação
de lodo, sendo as maiores respostas obtidas com a dose de 15 t.ha-1.
Concluiu-se que o uso deste subproduto como fonte de nutrientes em
culturas como alternativa aos fertilizantes industrializados, é uma opção
interessante e viável do ponto de vista econômico e ambiental.

Article Details

Como Citar
Bremm, R., Damasceno, S., Secco, D., Vilas Boas, M., Torres, D., Mess, J., & Kummer, L. (2012). Potencial de uso de lodo de esgoto na cultura do milho em latossolo argiloso no oeste do Paraná. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (23), 17-24. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/328
Seção
Artigos