Tratamento de efluente secundário proveniente do beneficiamento do carvão mineral utilizando bactérias com capacidade redutora de sulfato

Main Article Content

Daiani Woloszyn
Priscylla Andrade Volkart
Delmar Bizani

Resumo

O descarte de efluentes da mineração tem sido alvo de diversos estudos, na tentativa de adequação aos padrões previstos em lei. O sulfato é um parâmetro que deve ser acompanhado e tratado visando sua redução, de maneira, a atender as normas ambientais. O uso de bactérias redutoras de sulfato (BRS) tem merecido atenção nos últimos anos. Neste trabalho foram analisadas BRS em águas excedentes tratadas em uma ETAR provenientes do processo de beneficiamento do carvão mineral. Bioprocesso, utilizando as linhagens S. marcescens, M. luteus, A. liquefaciens, foi levado em escala de bancada e em recipientes com parâmetros controlados. O efluente foi preparado e suplementado de acordo com as necessidades microbiológicas. As análises laboratoriais empregadas foram: pH, Eh, OD, DBO5/20, DQO, sulfato e proteínas totais, nos tempos inicial e final do experimento. A. liquefaciens apresentou melhor desempenho no seu desenvolvimento vegetativo, maior capacidade redutora de sulfato (66%) e redução das taxas de DBO e DQO, de 80% e 55,5%, respectivamente.

Article Details

Como Citar
Woloszyn, D., Volkart, P., & Bizani, D. (2013). Tratamento de efluente secundário proveniente do beneficiamento do carvão mineral utilizando bactérias com capacidade redutora de sulfato. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (28), 24-33. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/288
Seção
Artigos