Avaliação da sustentabilidade hídrica da cultura canavieira através do uso de indicadores extraídos de modelos espaciais

Main Article Content

Rodrigo P. Demonte Ferraz
Margareth Simões
Vincent Dubreuil

Resumo

O objetivo deste trabalho foi realizar uma avaliação analítica do potencial de sustentabilidade hídrica para a cultura da cana-de-açúcar para quatro microrregiões do Estado de Goiás, Brasil: Sudoeste de Goiás, Vale do Rio dos Bois, Quirinópolis e Meia Ponte; a partir da utilização de índices derivados de dados secundários públicos ou dados extraídos de modelos simples através de técnicas de geoprocessamento em um sistema de informação geográfica (SIG). Esses índices compõem o Sistema de Indicadores de Avaliação do Potencial de Sustentabilidade Hídrica e Monitoramento da Atividade de Canavieira - SISH-Cana (FERRAZ, 2012). Os resultados mostram que as microrregiões do Sudoeste de Goiás e Quirinópolis constituem aquelas com a maior favorabilidade, do ponto de vista da sustentabilidade hídrica, pois, possuem áreas onde a cultura pode ser cultivada em sistema de sequeiro e ainda dispõem de volumes hídricos mais elevados e regulares para suprir a demanda do cultivo da cana-de-açúcar nas áreas de irrigação obrigatória.

Article Details

Como Citar
Ferraz, R., Simões, M., & Dubreuil, V. (2013). Avaliação da sustentabilidade hídrica da cultura canavieira através do uso de indicadores extraídos de modelos espaciais. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (29), 63-75. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/278
Seção
Artigos