O discurso de sustentabilidade e a rede de atores do setor sucroenergético

Main Article Content

Priscila Rodrigues Gomes
Valdir Fernandes

Resumo

Os biocombustíveis têm sido considerados capazes de amenizar as mudanças climáticas globais por ser um potencial substituto aos combustíveis fósseis. No Brasil, o etanol de cana-de-açúcar é predominante, no entanto a sua produção e utilização são questionados pela comunidade nacional e internacional no que concerne a sua sustentabilidade. Este artigo apresenta resultado de pesquisa no qual é demonstrado o discurso atual relacionado às questões de sustentabilidade sucroenergética e a rede de atores do setor. Os principais atores da rede foram mapeados pelo software GEPHI e pelo método Snowball. Para compor a discussão foram utilizados artigos e periódicos mais citados e com maiores publicações no tema de acordo com a análise do software Histcite e tabelas dinâmicas elaboradas pelo software Microsoft Office Excel. Concluiu-se que muitos são os impactos negativos gerados pelo setor sucroenergético e do mesmo modo muitas são as maneiras e tecnologias indicadas para amenizar estes impactos. Também foi possível concluir que para discutir e avaliar a sustentabilidade do etanol de cana-de-açúcar é necessário considerar toda a complexidade da temática de forma a não considerar somente os impactos negativos, mas também os atores envolvidos, tais como empresários, agentes governamentais, ONGs, entre outros, os quais influenciam nas decisões e nas políticas públicas referentes ao setor.

Article Details

Como Citar
Gomes, P., & Fernandes, V. (2014). O discurso de sustentabilidade e a rede de atores do setor sucroenergético. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (31), 84-96. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/262
Seção
Artigos