Tratamento da Borra Oleosa de Petróleo e Estudo Cinético do Processo de Estabilização por Solidificação

Main Article Content

Maria Rosiane de Almeida Andrade
André Luiz Fiquene de Brito
Ana Cristina Silva Muniz

Resumo

A borra oleosa de petróleo, resíduo gerado nas refinarias de petróleo, é composta de metais pesados, óleos e graxas, e hidrocarbonetos totais, o que impede sua disposição no meio ambiente sem um tratamento prévio. Assim, o presente trabalho visa realizar o tratamento da borra oleosa utilizando a estabilização por solidificação e o estudo cinético do teor de óleos e graxas. A pesquisa compreendeu as seguintes etapas: planejamento do experimento, tipo fatorial; preparação e avaliação do material estabilizado por solidificação através da resistência à compressão, capacidade de absorção de água, óleos e graxas e estudo cinético. Todos os tratamentos foram aprovados nos ensaios de resistência à compressão e capacidade de absorção de água e apenas um tratamento (20% de borra e 14 dias de cura) foi reprovado no ensaio de determinação de óleos e graxas. Com relação à cinética, a constante de decaimento foi maior para o menor tempo de cura.

Article Details

Como Citar
Andrade, M., Brito, A., & Muniz, A. (2014). Tratamento da Borra Oleosa de Petróleo e Estudo Cinético do Processo de Estabilização por Solidificação. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (31), 66-75. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/260
Seção
Artigos