ESTIMATIVA DA GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS COMO SUBSÍDIO PARA AÇÕES VOLTADAS À SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

Main Article Content

David Montero Dias
Carlos Barreira Martinez
Raphael Tobias de Vasconcelos Barros

Resumo

A gestão de resíduos sólidos urbanos (RSU) é uma das variáveis que
influenciam a sustentabilidade ambiental dentro dos objetivos do milênio
previstos pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, a
serem alcançados até 2015. Os RSU, se inadequadamente manejados,
oferecem grandes riscos à saúde, além da contaminação ambiental. Visando
contribuir com a mitigação desses malefícios, este artigo propõe um modelo
para estimar a geração futura dos RSU, o qual considera o tamanho, e a
renda das classes socioeconômicas em uma determinada região, segundo
cenários socioeconômicos projetados. Assim, os gestores passam a contar
com uma ferramenta de projeção que subsidiará o dimensionamento da
infraestrutura operacional a ser implantada nas várias etapas da gestão dos
RSU. O estudo oferece ainda um cenário hipotético de inclusão das
populações nas classes de consumo, mostrando o eventual impacto a ser
registrado na geração de RSU em 2015 no município do Rio de Janeiro.

Article Details

Como Citar
Dias, D., Martinez, C., & Barros, R. (2014). ESTIMATIVA DA GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS COMO SUBSÍDIO PARA AÇÕES VOLTADAS À SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (33), 13-22. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/228
Seção
Artigos