AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DE SEQUESTRO FLORESTAL DE CARBONO DE MATAS RIPÁRIAS EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE COM O USO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS (SIG)

Main Article Content

Roseli Mendonça Dias
Nemésio Neves Batista Salvador
Magno Botelho Castelo Branco
Renato Miazaki de Toledo

Resumo

O sequestro florestal de carbono é um incentivo aos projetos de restauro
florestal das matas ripárias degradadas. O objetivo desse trabalho é
determinar o potencial de sequestro florestal de carbono de matas ripárias em
Áreas de Preservação Permanente (APPs), classificando a vegetação existente
e estimando a biomassa florestal acima do solo por meio de modelo com a
utilização de Sistema de Informações Geográficas (SIG). A metodologia
empregada no trabalho consistiu na aplicação de um modelo para
determinação do Índice de Biomassa Potencial (IBP) e na estimativa da
densidade de dióxido de carbono equivalente (CO2e). Para APPs com
vegetação classificada como categoria arbóreo fechado, foi encontrado um
potencial de 175,43tCO2e/ha; para APPs de categoria arbóreo-arbustivo
aberto, foi encontrado um potencial de 212,97tCO2e/ha; e para APPs de
categoria herbáceo predominante, foi encontrado um potencial de
243,80tCO2e/ha. Concluiu-se que com o restauro florestal dessas APPs, as
florestas ainda jovens e degradadas sequestrarão uma quantidade significativa
de carbono até atingir o porte máximo.

Article Details

Como Citar
Dias, R., Salvador, N., Branco, M., & Toledo, R. (2014). AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DE SEQUESTRO FLORESTAL DE CARBONO DE MATAS RIPÁRIAS EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE COM O USO DE SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS (SIG). Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (34), 30-45. Recuperado de http://rbciamb.com.br/index.php/Publicacoes_RBCIAMB/article/view/215
Seção
Artigos