POLÍTICAS PÚBLICAS RELACIONADAS AO TRANSPORTE INDIVIDUAL E COLETIVO E SEUS IMPACTOS SOBRE INDICADORES DE SAÚDE E AMBIENTE EM UBERLÂNDIA, MINAS GERAIS

Main Article Content

Paolla Brandão da Cunha
Guilherme Gomes Silva
Boscolli Barbosa Pereira

Resumo

O trânsito na área urbana de Uberlândia torna‑se a cada dia mais desorganizado
e inseguro, comprometendo a qualidade de vida da população e afetando a
segurança e a saúde das pessoas devido aos diversos conflitos e às emissões
de poluentes oriundos do elevado tráfego de automóveis. O presente trabalho
objetivou habilitar o Modelo FPEEEA (OMS) como instrumento de análise
dos impactos das políticas públicas relacionadas direta e/ou indiretamente
aos sistemas de transporte coletivo e individual na saúde da população de
Uberlândia, MG. Os dados para elaboração da matriz foram levantados em
bases de dados da literatura científica e de domínio público virtual. Foram
selecionados indicadores para a identificação das forças motrizes (FM) e
pressões (P). Para cada nível da matriz foram identificadas e relacionadas
ações (A) de atenção e vigilância em saúde ambiental, que podem contribuir
para as decisões e gerenciamento de riscos associados à vigilância em
saúde ambiental.

Article Details

Como Citar
Cunha, P., Silva, G., & Pereira, B. (2016). POLÍTICAS PÚBLICAS RELACIONADAS AO TRANSPORTE INDIVIDUAL E COLETIVO E SEUS IMPACTOS SOBRE INDICADORES DE SAÚDE E AMBIENTE EM UBERLÂNDIA, MINAS GERAIS. Revista Brasileira De Ciências Ambientais (Online), (40), 16-26. https://doi.org/10.5327/Z2176-947820160027
Seção
Artigos